terça-feira, 28 de fevereiro de 2012

Filme: Amor Por Acaso

Título Original: Bed & Breakfast (Brasil/EUA - 2010)

Direção: Márcio Garcia

Elenco: Juliana Paes, Dean Cain, Bill Engvall, Ted Lange, Julian Stone, Rodrigo Lombardi, Marcos Pasquim, John Savage, Eric Roberts. 

Sinopse: Ana Vilanova (Juliana Paes) é vendedora de uma loja de departamento no Rio de Janeiro, namora um playboy e tem um irmão com problemas com a máfia. Com a morte de seu pai ela descobre que herdou uma vinícola em Webster, na Califórnia, lugar este em que Jake Sullivan (Dean Cain) construiu uma pousada. Juntamente com tal boa notícia recebe uma notificação do banco informando que herdou uma dívida milionária também de seu pai. Ana então viaja até o local decidida a despejar Jake, vender a terra, ajudar seu irmão e quitar a dívida. No entanto, se surpreende com o que encontra na terra do vinho e no seu possível adversário.

Crítica: Indo direto ao ponto, achei esse filme um verdadeiro fiasco. Não que ele seja absolutamente ruim. É bonitinho? Sim. É romântico? Sim. Porém, nada que você já não tenha visto nos milhares de filmes de comédia romântica que existem no mercado. 

 A história de Amor por Acaso é totalmente previsível e sem originalidade. Algumas cenas até chegam a despertar algumas risadas mas nada de muito extraordinário. 

 Falta química entre os protagonistas e tirando a atuação de Juliana Paes que visivelmente se esforça para que o filme valha a pena, tudo parece mecânico e frio demais. Marcos Pasquim, por exemplo, teve uma atuação no mínimo "tosca" a nível de uma A Praça é Nossa da vida. Seu personagem inclusive, a meu ver, foi desnecessária sem utilidade alguma no deslinde do filme. 

 Ainda, quem possui um pouco de noções jurídicas logo nota alguns erros grotescos no enredo como citações de leis que sequer existem e impasses juridicamente impossíveis de ocorrer. 

 Como se não bastasse tudo isso, ao final do longa o espectador é contemplado com uma das maiores atuações "vergonha alheia" que já vi na vida: um merchandising de shampoo anticaspa (!!!) protagonizada pelo diretor do filme, Sr. Márcio Garcia surgindo do nada em uma cena no mínimo bizarra e sem sentido algum eis que apresenta-se totalmente fora do contexto e enredo do filme. Os merchans das novelas são de uma naturalidade esplêndida quando comparados a este aqui, acreditem.  

 Só assista Amor por Acaso se você não tem mais nada, mas nada MESMO para fazer. Para mim, este filme não passa de uma cópia gringo-abrasileirada de vários filmes hollywoodianos em especial do longa Um Bom Ano de Riddley Scott lançado em 2006 que possui praticamente o mesmo enredo. 

 Assisti e Reprovei !


Nenhum comentário:

Postar um comentário


Layout: Bia Rodrigues | Tecnologia do Blogger | All Rights Reserved ©