quarta-feira, 14 de dezembro de 2011

Filme: Um Filme Sérvio - Terror Sem Limites

Este post refere-se à crítica de um filme de Terror com descrição de cenas fortes. Como sei que muitas pessoas não gostam desse tipo de coisa coloquei quebra de página. Se você está interessado em ler clique em Mais Informações. 

                               Srpski Film (Sérvia, 2010)

Sinopse: Um ex-ator pornô que está completamente falido recebe a proposta milionária de um misterioso homem para fazer um filme. Na ânsia por dinheiro rápido para sustentar sua família e acreditando ser um outro filme pornô, ele aceita a proposta. No entanto, o que ele não sabia é que na verdade o longa refere-se a um snuff movie (filme com assassinatos reais) no qual ele será submetido às piores situações possíveis e inimagináveis.

Crítica: É bem difícil para mim falar desse filme. Confesso a vocês que estava bem reticente quanto a escrever ou não essa crítica mas resolvi fazê-la.

Pois bem, até então Saló - 120 Dias de Sadoma era para mim o pior filme e mais doentio que já havia visto. Isso até conhecer Um Filme Sérvio. 

 Não sei falar a vocês qual dos dois é pior: para mim estão praticamente empatados. Digo "praticamente" porque em ambos eu fiquei chocada, no entanto, este filme tem uma questão que me causou tanto nojo, repulsa que hoje eu tenho vergonha de falar que o assisti, de verdade! 

 Além disso, em Saló há um "porquê", uma "justificativa" para a violência apresentada, o que não ocorre aqui visto que nesse filme mostra-se uma violência tão gratuita com a única premissa de chocar o público e nada mais. 

  Para quem não sabe, Um Filme Sérvio foi banido no Brasil e este fato divide opiniões: uns são extremamente contra afirmando que todos tem que ter direito a assistir o que quiserem e que não estamos mais na Ditadura para que filmes sejam censurados enquanto que outros afirmam que o governo fez bem em proibir sua exibição. 

 Eu não concordo nem discordo. Entendo perfeitamente as razões pelas quais houve a proibição: o filme trata de coisas horríveis como: violência à mulher, violência sexual, necrofilia, pedofilia e incesto e mesmo assim tem pessoas que insistem em dizer que não há incitação nenhuma a nada disso, porque fica evidente que são apenas 'jogos de imagem', ok, é óbvio que são! Era só que faltava os atores (especialmente os menores de idade) serem submetidos a tamanha crueldade! E outra: Se mostrar cenas que insinuam que está ocorrendo sexo com bebês (sim! bebês recém nascidos!) e crianças não é incitar a pedofilia então não sei o que é!

 Em virtude disso acho que o governo fez bem em tê-lo censurado, não que eu seja a favor da censura no Brasil, porém acredito sim que nossos governantes podem entrar em ação nesse sentido em casos extremos como esse. No entanto, desaprovo o enorme alarde que foi feito. Isso ocasionou uma certa 'propaganda' do filme aguçando a curiosidade de muita gente, inclusive a minha, já que não é mais comum esse tipo de censura em nosso país. 

 Eu, por exemplo, resolvi assisti-lo por isso. Tantos comentários, tantas pessoas falando que resolvi baixá-lo, ver com meus próprios olhos e tirar minhas próprias conclusões. Antes não tivesse feito isso.

 Definitivamente minha curiosidade ainda me mata! Esse filme é um verdadeiro LIXO! Não quero nunca mais chegar nem perto dessa porcaria e não recomendo a ninguém, nem ao meu pior inimigo assisti-lo. Eu fiquei perplexa e revoltada com as cenas que vi especialmente pelo fato de envolverem crianças, o que repudio. 

 Ao final do filme me senti tão mal, tão suja, tão repugnante que demorei alguns dias para tirar uma certa cena da cabeça... e não foi nem a do recém nascido não... eu até falo para ninguém querer ver essa droga: foi a cena em que o protagonista é obrigado a fazer sexo anal com uma criança encapuzada e depois ele descobre quem é a criança: SEU PRÓPRIO FILHO !!! Me embrulhou o estômago só de lembrar disso agora. Naquele momento eu me senti como nunca vendo um filme: Vontade de saltar na tela e tirar aquela criança de lá, uma sensação de impotência, de que eu estava "sendo cúmplice" daquilo, não sei explicar a vocês mas foi muito estranho. 

 Eu dificilmente me arrependo por ter assistido a determinados filmes, mas esse eu me arrependi. Preferia não tê-lo visto. É chocante, é absurdo, nojento, degradante demais! Para mim o diretor não passa de um doente psicopata que precisa urgentemente de tratamento psiquiátrico tamanho absurdo do que é mostrado ali! Não é possível que alguém em sã consciência ache legal e interessante os fatos que acontecem.

  Assisti e Reprovei com todas as minhas forças! Não recomendo a absolutamente ninguém assistir essa droga de filme! 



Nenhum comentário:

Postar um comentário


Layout: Bia Rodrigues | Tecnologia do Blogger | All Rights Reserved ©